CONHEÇA NOSSAS CERVEJAS

Conheça nossas cervejas ............................ Tira dúvidas .. 1 .. 2 .. 3 .................... Adquira seu Equipamento ............................ Fórum

Como usar seu KEG .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 ............ Calcule seu Priming ................ Processo Cervejeiro .. 0 .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 .. 8

............................ Encomende seus Kits e Copos ............................

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Cerveja no Barril 5

Muito bem, como foi a experiência? Barril cheio, cerveja bem carbonatada, espuma cremosa...

Divida conosco os resultados do aprendizado, envie seus comentários e fotos da aplicação dos conhecimentos que obteve aqui, mas falando nisso, continuemos com o "Tratado sobre Barris", como disse nosso colega cervejeiro matogrossense e leitor assíduo do Breja do Breda Marco Piacentini da Kessbier.

Neste post escreverei como montar um enchedor de contra pressão e como fazer o engarrafamento de sua cerveja sem utilizar priming, isso mesmo, você não precisará mais se preocupar com a quantidade de açúcar que você colocará na garrafa nem com os riscos de estar produzindo bombas relógio ou granadas de mão.

Porém, antes de mais nada, gostaria de informar aos desavisados que não é por isso que suas cervejas perderão aquela charmosa turbidez das artesanais, pois elas continuarão assimm bem menos, mais ainda levemente turvas já que não serão filtradas, além disso é importante frisar que mesmo sem priming as garrafas podem ter defeitos no vidro e ainda continuarão sujeitas a quebra pela pressão.

Avisos realizados, vamos ao que interessa, começo à partir do ponto em que paramos no post anterior, ou seja, considerarei que você já leu todos os outros posts sobre barris aqui no Blog, carbonatou adequadamente sua cerveja no barril e passará agora a envasar garrafas com a bebida já carbonatada e pressurizada da mesma forma em que é feito na indústria, porém com equipamentos menos sofisticados e manualmente, afinal somos artesanais.

O enchedor
Há alguns tipos diferentes disponíveis no mercado (fora do Brasil), mas com criatividade e boa vontade é possível montar seu próprio enchedor em casa. Colocarei aqui os links para quem deseja adquirir um equipamento pronto em um site de comércio eletrônico, mas também darei a lista de peças e o passo-a-passo para que você faça seu "counter filler" na sua garagem.

1. BeerGun
Conheci o Beer Gun na casa de um amigo cervejeiro e pude verificar que funciona bem e atende ao propósito pelo qual foi criado.
Tem como diferencial possibilitar ao cervejeiro utilizar uma única mão para manipular o enchedor, embora com a outra geralmente precise segurar a garrafa...
Não vi o funcionamento dele com o CO2 ligado, deduzo que não seja tão eficiente, pois as duas vezes que presenciei pessoas diferentes utilizando-o não tinham nenhum cilindro de CO2 conectado. De qualquer maneira, o beergun difere do enchedor de contra pressão por não pressurizar a garrafa, assim você perceberá que se sua cerveja for de alta carbonatação como uma weiss e/ou estiver a uma temperatura não muito baixa, bastante espuma pode ser gerada durante o enchimento, mas nada que você não possa contornar.

DICA: Quando utilizar o BeerGun procure deixar sua cerveja no barril entre 0°C e 2°C durante todo tempo em que estiver enchendo as garrafas.

2. Enchedor de Contra Pressão
O CPF (como os gringos o chamam) nesta configuração da figura ao lado que traz um único registro é um sistema de enchimento que tem algumas vantagens sobre o BeerGun a começar da vedação que permite a equalização da pressão do barril e da garrafa o que garante a não formação de espuma durante o enchimento. Além disso, há uma válvula de alívio lateral o que permite ao cervejeiro realizar duas importantes manobras:
A primeira é permitir que você tenha certeza de que o CO2 ocupou todo o espaço interno da garrafa eliminando o ar (O2 e outros) e a segunda é regular a velocidade do enchimento à medida em que você permite "escapar" mais ou menos CO2 de dentro da garrafa. Isso agiliza o processo de enchimento e evita a formação de espuma no engarrafamento.

Como "desvantagem" o CPF exige que você utilize as duas mãos no enchimento (particularmente não vejo isso como uma desvantagem) além disso a rolha precisa ser trocada caso você queira encher um growler, por exemplo (como nós fazemos sem problema nenhum).

Veja um filme feito por nós onde o Riva demonstra como utilizar corretamente o CPF (tradicionais desculpas pelas variações da imagem, pois foi feita por um cervejeiro utilizando um celular).

IMPORTANTE: Como bem comentou nosso leitor Fábio, sempre utilize óculos de proteção quando estiver enchendo suas garrafas com contrapressão para evitar qualquer risco de ferimento nos olhos no caso de alguma garrafa defeituosa estourar. (Nunca ocorreu conosco, mas sempre utilizamos óculos de proteção).
Gostaram da nossa B&R English IPA?

DICA: Da mesma forma que o BeerGun, é interessante deixar a cerveja gelada, mas nesse caso não precisa ser de 0 a 2°C, pode estar mais amena. Logo você pode deixar o barril gelado, mas fora do freezer enquanto enche suas garrafas.

3. Enchedor caseiro
Este é o melhor dos mundos, ter todas as vantagens do CPF e ainda abusar do custo reduzido por tê-lo feito em casa.
O desenho acima é de um esquema que pode ser facilmente encontrado na internet, figurinha carimbada. O confrade do PXTO Cerveja Artesanal montou o dele, confiram no link, parabéns ao Rogério! 
Embora funcione bem e tenha ficado bacana a montagem, eu particularmente não acho legal essa configuração devido ao excesso de válvulas, mas o importante é que funciona bem.

4. Enchedor de Garrafas B&R®
Nacional, barato, simples e eficaz, ou seja, insuperável!

Foi pensando em todos os cervejeiros caseiros que hoje só encontram soluções para suas necessidades em algum site gringo ou equipamentos caríssimos e desproporcionais a sua produção no Brasil que começamos a estudar a possibilidade de reduzir ao máximo a complexidade e o custo de montar um enchedor eficiente para torná-lo acessível. Depois de estudos, desenhos, testes e análises dos resultados chegamos a dois protótipos diferentes e muito práticos.

Na sequência posto um esquemático do Enchedor de Garrafas B&R® de menor custo e no último post sobre barris vocês verão um filme do bichinho em ação.

O desenho ao lado mostra como um enchedor de contra pressão pode ser algo que está ao alcance das suas mãos e não um sonho distante. Com pouco mais de 50% do valor que você pagaria em um CPF importado dá pra construir um ou adquirir um aqui mesmo pelo Blog. Infelizmente ainda não é MAIS barato porque o inox no Brasil é uma máfia vergonhosa, mas tenho fé de que um dia isso vai acabar, e logo.

Logicamente, se deixarmos o purismo de lado dá pra baratear um pouco mais sem prejudicar sua cerveja, basta substituir as peças de inox por latão cromado ou cobre e para os mais radicais até por peças plásticas e mangueiras, mas deixo as substituições por conta de vocês. O importante é a idéia que compartilho aqui!


Quer fazer o seu também?

Vamos lá, sem mistérios, ao contrário de como normalmente agem nossos grandes amigos "do lojinha", por isso peguem lápis e papel ou preparem a impressora; Na sequência vai a lista de peças (bem menor do que a dos outros que você encontra na internet) e o "know how" pra fazer o seu "Enchedor de Garrafas B&R®" em sua casa:

Material necessário:
* Na medida do possível procure tudo em inox, exceto a rolha. É possível encontrar o bico e a válvula em metal também.

A válvula de escape caseira - by Breda & Riva é a grande sacada do sistema B&R de enchimento, ela torna tudo mais simples de fazer e muito mais barato, basta se acostumar a utilizá-la.

Como montar (nível muito fácil):
a. Conecte os bicos de mangueira nas laterais da válvula de esfera;
b. Conecte o tubo de inox ao adaptador de pressão;
c. Conecte o adaptador + tubo à saída inferior da válvula;
d. Fure a rolha bem no centro e insira o tubo de forma a mante-lo bem pressionado;
e. Faça um pequeno orifício (1,5mm de diâmetro) para inserir a válvula de escape B&R®.


Pronto! Você já tem um Enchedor de Garrafas B&R® bem barato e funcional projetado por nós e montado por você.



 
Conecte as mangueiras, prenda-as com as braçadeiras apropriadas e pode sair enchendo suas garrafas sem medo e veja só, sem priming, priming nunca mais; a menos que você queira. Muita gente prefere as suas cervejas com priming, cada um com seu cada um, o importante é ser feliz! 

Se preferir adquirir seu enchedor pronto, sem esforço, mais barato que os gringos e ainda sem a demora, os riscos e as complicações da importação, envie e-mail para mhbreda@hotmail.com, enviamos nosso enchedor via correio para todo o Brasil.

Prestigie os equipamentos B&R®.

Prestigie a criatividade e a produção nacionais.

Prestigie a cerveja artesanal.

Em tempo, não perca o sexto e último capítulo de Cerveja no Barril - por Breja do Breda. A forma como você leva sua cerveja em festas e eventos por aí ou mesmo como a armazena em sua casa nunca mais será a mesma depois dessa postagem.

Prosit!!!

Breda


<< Quarta Parte -  


Counter Pressure Bottle Filler
http://morebeer.com/view_product/18279//Counter_Pressure_Bottle_Filler

Blichmann Beer Gun Bottle Filler
http://www.ibrew.com.au/html/equipment/BeerGun/BeerGun.html

Marty's Counter-Pressure Bottle Filler
http://hbd.org/mtippin/cpfiller.html

16 comentários:

  1. Breda, sensacional!! Não vou dizer que você leu meus pensamentos, pois você desenvolveu o enchedor... mas eu devo ter lido os seus, já que minha dúvida era justamente por onde ia sair o CO2 no enchedor tradicional. Achava aquelas montagens muito complicadas e estava desenhando um modelo igual esse seu... mas já que você já se deu ao trabalho (e que belo trabalho), vou apenas me inspirar na sua criação!!

    Um abraço e obrigado por sua sempre excelente contribuição aos cervejeiros artesanais.

    ResponderExcluir
  2. Boa Breda, seu Enchedor de Garrafas B&R® vai revolucionar o mercado... Encher as garrafas por contra pressão dá um excelente resultado e não é nem um pouco trabalhoso.
    A válvula de 3 vias que você colocou é realmente uma ótima sacada para reduzir as manobras feitas com o counter-pressure.
    Vou aguardar o último capítulo da saga.
    Até mais.
    Rogério - PXTO

    ResponderExcluir
  3. É isso aí Rogério, essa é a idéia!
    No último capítulo sim a revolução virá!
    Obrigado pelo comentário.
    Prosit!!!
    Breda

    ResponderExcluir
  4. Fala Cláudio!
    Que bom que gostou do nosso enchedor, o intuito é fazer com que as coisas mais interessantes estejam ao alcance do maior número possível de cervejeiros caseiros e acabar com essas panelinhas que vemos por aí.
    Quando montar o seu mande fotos e não se esqueça dos créditos ao colocar um post no seu blog sobre o nosso enchedor.
    Vamos divulgar!
    Forte abraço.
    Prosit!!!
    Breda

    ResponderExcluir
  5. Grande Breda , isso que é legal na arte da cerveja caseira, inventar, desenvolver equipamentos, parabéns. Só acho importante mencionar que como a pressurização em garrafas o uso de óculos de segurança pois pode haver garrafas fragilizadas que não percebemos e ocorrer estouros indesejáveis.

    Gde abraço
    Fabio

    ResponderExcluir
  6. Muito bem Fábio, é isso mesmo, até alterei a postagem com um parágrafo sobre os óculos de proteção.
    Obrigado pela lembrança, mas somente para constar, usamos o EPI sim, contudo das "n" mil garrafas enchidas até hoje por nós em contrapressão nenhuma estourou.
    Continue acessando e prestigiando nosso Blog.
    Prosit!!!
    Breda

    ResponderExcluir
  7. Olá Breda,

    Fantástica a série... realmente se trata de um tratado sobre o embarrilamento/envase. Parabéns e obrigado!

    Não encontrei links para a parte 6 da série... ela já foi disponibilizada?

    []'s

    Cláudio R.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom! E a parte seis?


    Rafael B.

    ResponderExcluir
  9. Olá Rafael.
    A parte 6 aguarda a hora certa de ser publicada, muita gente explora esse tema sem tomar cuidado e expõe os cervejeiros a riscos muito grandes manipulando barris.
    Em breve, acredito que ainda este ano, ela saia.
    Obrigado pelo comentário.
    Continue acessando o Blog.
    Saúde!!!
    Breda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Breda, fantástica série. Cadê a 6a parte?

      Excluir
    2. Opa, obrigado.
      Todas as postyagens estão no início do Blog no link:
      "Como usar seu KEG 1 2 3 4 5 6 7"
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  10. Fiquei com uma dúvida na instalação do bico de camara de ar no bico de encher bolas? dá encache ou tem que fazer alguma adaptação rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vai Matheus?
      O encaixe é direto, não precisa de nenhuma adaptação.
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  11. Não achei a pergunta aqui, o Blogger as vezes some com elas, mas segue a resposta.
    Fermentar a 29 graus vai deixar sua cerveja esterificada demais e você correrá o risco de alguma contaminação no final do processo.
    Se conseguir consertar a geladeira em dois dias, OK, mas a fase mais acelerada da fermentação ocorrerá nesse intervalo.
    Assim que a geladeira ficar pronta ponha o fermentador lá e mantenha a 18 graus pelo resto da fermentação.
    Sobre sua eficiência, muitas coisas podem interferir, a moagem é uma, mas há a quantidade de malte, o GU do malte, a água, os tempos e temperaturas, enfim, para afirmar algo preciso de mais informações.
    Abs.,
    Breda

    ResponderExcluir
  12. Olá Breda. Obrigado por compartilhar o conhecimento e de forma excepcional.

    Fiquei com uma dúvida:Você utiliza um cilindro de CO2 para expulsar a cerveja do barril e outro ao CPF?

    Obrigado.
    Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa.
      O cilindro pode ser um só, basta colocar um "T" ou "Y" para distribuir o fluxo e manter tudo equalizado.
      Abs.,
      Breda

      Excluir

Muito obrigado por seu comentário! O Blog "Breja do Breda" é feito pensando em você!