CONHEÇA NOSSAS CERVEJAS

Conheça nossas cervejas ............................ Tira dúvidas .. 1 .. 2 .. 3 .................... Adquira seu Equipamento ............................ Fórum

Como usar seu KEG .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 ............ Calcule seu Priming ................ Processo Cervejeiro .. 0 .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 .. 8

............................ Encomende seus Kits e Copos ............................

NOSSAS CERVEJAS




Nova Comunicação Visual dasCervejas da CUESTA Microcervejaria

CUESTA Índia Pale Ale - INDIANA®


























CUESTA German Pilsner (Pils)














CUESTA Belgian Witbier














CUESTA Irish Red Ale 






CUESTA Robust Porter


Cerveja do Saci® American Brown Ale






Cerveja do Saci® Belgian Wit Bier




Venerator® Doppellbock
(a preferida do Bredão)

Indiana® American India Pale Ale (IPA)



Demetra® German Pilsner (Pils)

 


B&R Weiss 
Estilo: HefeWeizen 

 
Nossa Weiss é uma cerveja leve e refrescante possuindo aromas característicos de banana e mel com uma leve pitada de cravo. Harmoniza muito bem com saladas, peixe cru, carpaccios, foundues, racklete, queijos brie e camembert. Experimente ousar degustando a Weiss B&R junto com sobremesas quentes, petit gateau e flambados.  


B&R Stout
Estilo: Foreign Extra Stout 

 
Nossa Stout é uma cerveja encorpada de paladar maltado e marcante, apresentando aromas complexos de café, petróleo e com suave nota de chocolate amargo. Harmoniza muito bem com carnes vermelhas, de caça e comidas de inverno. Experimente ousar degustando a Stout B&R junto com sobremesas à base de chocolate.
 
 
B&R Red Ale
Estilo: Irish Red Ale 
 
  
Nossa Red ale é uma cerveja cremosa com aromas sofisticados de lúpulo, nozes e madeiras nobres, possui um toque de damasco além de um amargor característico das melhores cervejas inglesas. Harmoniza muito bem com massas recheadas, aves, peixes e queijos. Experimente ousar degustando a Red ale B&R combinada com frutas silvestres.



B&R Blonde
Estilo: Blonde Ale

Nossa Blonde é uma cerveja equilibrada produzida utilizando fermentos belgas possuindo aromas maltados e coloração dourada. Harmoniza muito bem com petiscos, comidinhas de boteco e churrasco de cordeiro. Experimente ousar degustando a B&R Blonde com frutos do mar ou caviar. 


B&R ESB
Estilo: Extra Strong/Special Bitter

Nossa ESB é uma cerveja de paladar maltado e amargor acentuado e marcante, apresentando aromas complexos de lúpulo com leves notas de café torrado. Harmoniza muito bem com embutidos, carne de porco e conservas. Experimente ousar degustando a ESB junto com sobremesas quentes como crepes e churros recheados.


B&R Strong Weiss
Estilo: Próprio

Nossa Strong Weiss é uma cerveja robusta, com personalidade, amargor suave e de alto teor alcoólico, porém equilibrada. Harmoniza muito bem com carnes especiais como cordeiro e avestruz. Experimente ousar degustando a Strong Weiss acompanhando queijos Brie, Roquefort e Old Dutch.


B&R Qüintos® Tripel
Estilo: Belgian Tripel

Qüintos® Tripel B&R é uma cerveja de aromas e sabores complexos com forte presença de frutas e leve toque de especiarias. Ligeiramente adocicada devido à adição de "candi rock sugar" e com um suave amargor advindo da combinação perfeita dos lúpulos "Styrian Goldings e Tettnang" que somados à marcante sensação trazida por seu alto teor alcoólico proporciona uma degustação única e equilibrada. Aprecie essa deliciosa cerveja em taças altas de bojo largo, preferencialmente de cristal. Harmonize com massas secas com molhos à base de queijo.


B&R Cherry
Estilo: Fruit Beer

Nossa Cherry B&R é uma cerveja leve elaborada com cerejas "in natura" selecionadas e maceradas em um processo artesanal que antecede a fermentação. Produzida uma vez por ano em dezembro durante a estação da fruta foi inspirada nas famosas Kriek belgas, tem coloração avermelhada, espuma leve e alva. Harmonize esta deliciosa cerveja com scargots e batatas fritas ao estilo belga.


B&R Morgana®
Estilo: Baltic Porter


Nossa B&R Morgana é uma cerveja
forte e de alto teor alcoólico com paladar marcante e aromas de café e toffee. De coloração negra intensa demonstra personalidade trazendo uma espuma densa e cremosa com destaque para sua tonalidade. Deve ser apreciada preferencialmente em copos típicos ingleses ”Pint” e harmonizadas com carnes de caça como javali, pato e coelho. Experimente ousar servindo a B&R Morgana com chocolate amargo ou saboreando seu charuto preferido.

 

e mais...
Bohemian Pilsener
English IPA
Framboise
Russian Imperial Stout
English Pale Ale
Blond Cupuaçu®



31 comentários:

  1. Ola, tenho lido seu blog e achei bastante interessante.
    Também faço cerveja em casa, mas sempre engarrafo. Minha próxima leva vou colocar em barril do tipo Keg, como os seus, e tenho uma dúvida.
    Como você faz a carbonatação? Com primming ou forçada utilizando CO2? Ainda tenho muitas dúvidas quanto fazer a carbonatação forçada...Agradeço se você puder compartilhar o seu conhecimento

    machado.marcelo@ig.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Marcelo, como vai?
    Obrigado por prestigiar nosso Blog e pelo comentário, continue postando.
    Nos barris fazemos carbonatação forçada com CO2, fica bem melhor, pois não temos fermentação secundária.
    Quais são suas dúvidas em relação a carbonatação? Mande-as com detalhes para que eu possa ser mais direto nas respostas.
    Pode postar aqui mesmo ou me enviar por e-mail.
    Prosit!

    ResponderExcluir
  3. Pessoal... primeiramente parabéns pelo blog. Além de bem estruturado, está cheio de informação de qualidade.
    A respeito do rótulo de vocês, que tipo de papel adesivo usaram? Estou lutando para viabilizar o rótulo da minha cerveja (Kessbier), mas só encontrei adesivo porcaria até agora... daqueles que não desgrudam e inutilizam a garrafa....
    A propósito: visitem http://kessbier.blogspot.com
    Abraços e sucesso!!!!
    Marco

    ResponderExcluir
  4. Marco, obrigado por acessra nosso Blog e por deixar aqui seus comentários. Continue acessando e postando suas dúvidas. Acesse também a área de FAQs.
    Os rótulos que estamos utilizando são de papel couchê branco autoadesivo.
    Prosit!!!
    Breda

    ResponderExcluir
  5. Olá! Sempre que posso, dedico um tempinho pra ler o seu BloG.

    Vou iniciar a minha produção caseira de cerveja e a opção é embarrilar. Mas tenho dúvidas quanto a controlar o teor de CO2 no volume embarrilado com o processo de carbonatação forçada.

    Então, qual equipamento devo usar na medição do CO2 e seu procedimento, e mais, onde posso, se for o caso, comprá-lo?

    Ah... e suas cervejas são filtradas ?

    Certo de um breve feedback. Agradeço !
    Carlos Cezar,

    ResponderExcluir
  6. Alexandre - Tobarão3 de agosto de 2011 21:35

    Breda e Riva Parabéns novamente pelo primoroso trabalho em disponibilizar cervejas de alta qualidade. To aprendo sempre com o blog, muito obrigado pela disponibilidade do conhecimento. Por fim, esperando ancioso pelo kit, ai ai ai ta dando até frio na barriga, rsrss.
    Abraçoss

    ResponderExcluir
  7. Olá Breda, seguinte, tenho tido sucesso na produção de Stout/Porter, alcóolicas mas sem tomar conta , sutis, e a última que fiz de uma leva de 50 litros, separei 15 litros em um fermentador, e maturei por 1 semana com Banana Passa/Seca. Hj retirei um pouco para degustar,ainda não engarrafei, parece conhaque, e é super seca, não fica resíduo algum e está com 5,8 abv. Engarrafarei amanhã. Estou com umas idéias, como uso baldes de 18 litros, mas coloco 16 em cada um, estava pensando em colocar o Fermento WB-06 em um balde, o que acha dessa loucura, procede, estragarei esse montante? O que vc acha, sugere? Aguardo.
    James Jimenez - Joinville - Santa Catarina

    ResponderExcluir
  8. Breda, você tem garrafas prontas da sua cerveja para vender? Gostaria de experimentar!

    ResponderExcluir
  9. Olá Mariana, como vai?
    Obrigao por acessar o Blog.
    Temos sim, na próxima semana já teremos uma postagem da Morgana em Garrafas Rolhadas de 750ml, mas já temos a cerveja em garrafas de 600ml e também temos Stouts e Blondes de 500ml.
    Até o final de novembro teremos os Kits B&R prontos e a nossa tradicional Qüintos Tripel em Garrafas de Champagne de 750ml com Tampas Flip Top.
    Faça sua encomenda pelo e-mail : mhbreda@hotmail.com
    Saúde!!!
    Abs.,
    Breda

    ResponderExcluir
  10. GOSTARIA DE SABER SE DA PARA COMERCIALIZAR MINHA CERVEJA PELA INTERNETE SEM PRECISAR DO MAPA?
    E SE É MUITO DIFICIL CONSEGUIR O MAPA?
    SE VC SABE QUAIS OS REQUISITOS?
    obrigado.
    robson
    robsonalexander@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Como você está meu amigo e a perna ja ficou boa? alguma novidade de cursos la no senai? Acabei não conhecendo as suas cervejas, tem alguma receita de black ou pale ale boa? não aguento mais pilsen, o povo fica so na pilsen..... foi bom falar com vc, espero poder contactar o resto do pessoal - abusadabeer-Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Eduardo, como vai?
      A perna vai demorar uns 3 meses pra ficar 100%, mass já está cicatrizando o corte e devo tirar os pontos no fim desta semana, obrigado por perguntar.
      Você está convidado a vir pra Botucatu e degustar nossas cervejas, infelizmente não levei nenhuma para o curso, mas posso te enviar pelo correio também, me manda seu endereço.
      Sobre as receitas, monto especialmente pra você, me diga qual Black você quer (uma lager escura tipo o chopp black da Brahma e da Itaipava, uma Black IPA, uma Stout, uma Porter) e Pale Ale só me fala se quer mais amarga ou menos amarga, posto a receita aqui no Blog.
      Preciso saber também para qual litragem de apronte você precisa.
      Realmente é sempre bom dar uma variada, não precisa abrir mão da loira, mas umas morenas e ruivas ajudam a manter o rítimo dferenciado.
      Me dê os detalhes de como quer as cervejas e preparo a receita pra você.
      Forte abraço.
      Saúde!!!
      Breda

      Excluir
  12. Olá, me fale sobre a Cerveja do Saci.
    grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zell, tudo bem?
      Onde vc ouviu falar da Cerveja do Saci? Esteve aqui em Botucatu no festival?
      Estou preparando uma postagem sobre ela e devo colocá-la no Bloga amanhã mesmo.
      Tudo bem pra vc aguardar a postagem?
      Forte abraço.
      Saúde!!!
      Breda

      Excluir
  13. Ola breda.

    Estou querendo fazer uma cerveja no estilo kolsch, gostaria que voce me desse umas sugestões de maltes e fermentos que eu possa usar.
    Adriano. sp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Adriano, tudo bem?
      Vamos lá, de acordo com o BJCP para uma boa Kölsch dentro do estilo você deve utilizar malte Pilsen (alemã de preferência) e malte Pale Ale. Até 20% de malte de trigo é aceitável, porém as autenticas kölsch raramente utilizam malte de trigo. O fermento, você deve usar uma variedade de ale que atenue bem a deixe a cerveja limpa, o ideal seria usar um WLP029 da white labs, próprio para kölsch, se você tiver acesso, mas se não tiver pode usar um liofilizado bem neutro, Não será a mesma coisa mas eu sugiro o S-04 pela floculação alta, pois deixará sua cerveja límpida e neutra. Importante na kölsch, principalmente se não utilizar a levedura da white labs, será a seleção de lúpulos. Uma lupulagem adequada poderá compensar a falta da levedura ideal, portanto se empenhe para utilizar hallertau, tettnang, spalt or hersbrucker, eu gosto bastante do tettnanger e o spalt cai muito bem na kölsch.
      Ainda no BJCP, Tradicionalmente se utilizam rampas, mas bons resultados sao obtidos com single infusion, logo, faça uma brassagem simples, não se preocupe com rampas, Mntenha sempre a 65 graus celsius, o tempo depende da conversão total, em geral de 90 a 120 minutos. Fermente a 18 graus e Faça lagering por pelo menos um mês. Embora as kölsch de Colônia fermente a 22 graus e Ficam em lagering no máximo por 15 dias.
      Aí está o estilo BJCP com algumas sugestões minhas e aproveito para mostrar a você o que escrevi anteriormente sobre fermentação e maturação, eis aqui um exemplo clássico, o tempo de lagering varia de 15 a 30 dias, ou mais, além de ser dada ênfase ao lagering, obviamente devido ao interesse pela limpidez da cerveja e decantação máxima das leveduras.
      Quero experimentar essa kölsch hein, fico no aguardo de uma garrafa para minha análise sensorial.
      Boa sorte.
      Saúde!!!
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  14. Ola breda.
    Minha namorada acha cerveja muito amargo e me intimou a fazer uma no estilo da brahma black. Me da uma sugestão de receita ai.
    Valeu.

    Ricardo.Limeira- sp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Ricardo, como vai? Desculpe ai pela demora, mas infelizmente seu comentário por alguma razão ficou numa lista de filtro.
      Vamos la, o Black, apesar da fam, não é nada além de um lager escuro adocicado, porém é servido com nitrogênio e aí fica diferente. A mulherada curte porque é doce e você não vai ter nenhuma dificuldade em fazer, desde que tenha um cilindro de gás mix CO2 N2 da white mMartins ou outro fornecedor que o valha.
      Mas, para evitar que precise disso, tente simplesmente fazer uma lager escura e brassar com temperatura alta, 68 graus, isso fará com quesua cerveja fique com uma boa dose de açúcares não fermentecíveis e sua cerveja ficará maia adocicada.
      Depois se for utilizar barril com CO2, beleza, ficara bacana, se for fazer priming deixe carbonatar um pouco mais para apurar a espuma.
      A receita, preciso saber quantos litros você faz para montá-la.
      Me diga.
      Saúde!!!
      Abs.,
      Breda

      Excluir

    2. Vamos lá meu caro Ricardo.
      Primeiro vou lhe passar a minha receita da "Breda Darkness", OK, depois vou tecer algumas considerações sobre diferenças que serão percebidas entre ela e as comerciais e, por fim, vou te ensinar como fazer uma bem semelhamte às comerciais, daívocê decide o quequerfazer, certo.
      Anote lá:
      Dark Lager - "Breda Darkness" - by Breda
      Ingredientes para 40 litros
      06 kg de malte pilsen
      01 kg de malte Carapils
      700g de Carafa I
      400g de glucose de milho (Karo) Se você tiver High Maltose, melhor, mas dou essa opção por ser muito mais fácil de achar, embora não seja a mesma coisa, OK.
      40 g de lúpulo SAAZ

      Parâmetros
      OG 1048
      FG 1014
      IBU 11
      ABV 4,5%

      Use 30 litros de água para brassagem e uns25 a 30 para lavagem, verifique sua taxa de evaporação para que termine a lupulagem com 40 litros e 1048 de OG, prefira manter a OG do que a litragem, OK.

      Como lhe disse antes, faça o mash in a 55 e mantenha por 15 minutos, depois suba para 68 o mais rápido que puder, cuidado com a inércia da temperatura, por isso, quando estiver nos 60 ja fique atento para nao passar de jeitonenhum dos 68, faça uma brassagem simples a 68 graus, não baixe disso e tente não passar dos 70 graus, pelo menos por 90 minutos para que tenha um dulçor residual na cerveja, que é o que sua namorada gosta, correto? Quando tiver o teste de iodo 100% e findo os 90 minutos, suba para 78 e faça a clarificação.

      Ferva como de costume e faça somente uma adição de lúpulo, use os 40 gramas de SAAZ a 60 minutos, nessa cerveja você não terá aromas de lúpulo e quase nenhum amargor.

      Use 02 sachets de S-23 da Fermentis e fermente a 12 graus até atingir a FG de 1014, isso deve levar de 10 a 15 dias.

      Quando atingir a FG desejada baixe a temperatura para 6 graus por dois dias e depois para zero grau por 10 dias.

      Se quer o efwito do chopp terá que colocar a cerveja em um barril e carbonatá-la, veja como fazer isso nos meus posts sobre cerveja no Barril aqui no Blog. Caso não tenha como fazer isso e precise fazer priming, envase com 5g por litro de açúcar invertido e deixe a 15 graus por mais 10 dias para carbonatar as garrafas, atenteara a quantidade, são 5g por litro e não por garrafa.

      Tenho certeza de que ela vai gostar, contudo essa cerveja ficará com um torrado um pouco mais acentuado do que as comerciais, pois, a Br.... e a Ita..... que me perdoem, mas eles utilizam um corante para deixar a cerveja escura e não malte torrado como orientei você a fazer, porém, se você quer fazer igual a eles mesmo, e aí a escolha é sua de ter um "puta" trabalho pra fazer isso, mas a Br..... e a Ita..... que me perdoem de novo, e as outras grandes também, mas basta você procurar um produtinho chamado "Pingo Beer" e adicionar a quantidade orientada na embalagem para "pintar" sua cerveja clara de escura e deixá-la adocicada, ou seja, faça tudo que escrevi acima sem o malte Carafa I, tudo igualzinho, misture o produto somente qua do for envasar, "voilá" você terá um chopp black em casa e o melhor de tudo, sem precisar do nitrogênio, com CO2 mesmo vai funcionar.
      OK?
      Agora quero seu compromisso de me mandar as fotos do seu resultado, tenho os meus aqui para lhe mostrar depois
      Pronto, você e todos os amigos leitores do Blog poderão fazer sua lager escura cremosa daqui para a frente e as grandes irão me matar se souberem que as entreguei....hehe
      Ah, não esqueça do nome da cerveja, "Breda Darkness".
      Forte abraço.
      Boa cerveja.
      Saúde!!!
      Breda

      Excluir
  15. Puxa vida!!! Só você mesmo heim breda.
    Inacreditavel a atenção que você dá pra gente.
    Valeu pela ajuda, e pode deixar que envio as fotos do resultado. com muita satisfação.
    Que Deus lhe ajuda sempre, tudo de bom. e ótimo final de ano.
    Abraços.

    Ricardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que é isso Ricardo, boa sorte com a receita.
      Boas Festas para você também e para a família, sempre com muita cerveja.
      Saúde!!!
      Abs.,
      Breda

      Excluir
    2. Eae meu filho, fez a cerveja?????? Como ficou???????? Precisa mandar pra gente os resultados, a galera esta ansiosa.
      Mande fotos para vermos se vc conseguiu executar a receita.
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  16. Estamos aguardando o resultado, por favor publiquem as fotos.

    ResponderExcluir
  17. Olá Breda, considero-me novato na arte, mas já fiz umas boas brassagens e seu blog sempre foi inspirador. Parabéns.Ouvi falar em correção do mosto com extrato, vc teria algum material/artigo que fale mais profundamente sobre?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vai Ary?
      Rapaz, não fiz um post sobre, pois não utilizo extrato ainda.
      Na teoria a coisa é bem simples, você descobre a GU do seu extrato e a diluição dele para a OG que vc deseja. Calcule a dissolução para atingir a OG, como? simples (brix1 x massa1)"mosto" = (brix2 x massa2)"extrato dissolvido em água" = (brix3 x massa3)"mosto corrigido".
      Assim você achará a quantidade e a OG do mosto de extrato que você precisará adicionar ao seu mosto de brassagem para corrigir a OG.
      OK?
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  18. Fala Breda.
    Sou cervejeiro caseiro e tive o prazer de conhecer o PUB em Botucatu e degustar a IPA on tap. Já conhecia algumas de suas cervejas, como a wit, a brown, a weiss, etc. Gostaria de parabeniza-lo pela qualidade de suas produções e do bom gosto do PUB. Nota 10!
    Grd abraço.
    Bruno Bissoli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno.
      Muito obrigado pelos elogios e por ter nos visitado.
      Será sempre bem vindo.
      Forte abraço.
      Breda

      Excluir
  19. Gostaria de a saber uma boa receita de uma standart larger de 20 litros. É melhor usar xarope de trigo ou milho? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Na verdade, se for para fazer "Brahmeta" use milho.
      Abs.,
      Breda

      Excluir
  20. Breda, parabéns pelo Blog.
    Qual a correlação entre volume de CO² e a pressão medida na garrafa com um manômetro? É a mesma coisa? A cerveja que produzi recentemente está em temperatura ambiente (25ºC) indicando no manômetro 4,5 kg/cm², significa 4,5 volumes de CO²? Obrigado pela atenção. Edson Baptista

    ResponderExcluir
  21. Como vai Edson?
    Obrigado pelo contato.
    Olha só, essas duas coisas são bem distintas, OK.
    A determinação do volume de um gás qualquer dissolvido em um líquido é dada por uma equação complicadinha.
    Na verdade os caseiros acabam por criar padrões (cada um o seu) que os agradem como um resultado final na cerveja, ou seja, você com a prática irá perceber que gosta da sua cerveja com uma determinada carbonatação que foi obtida através de um processo que vai desde a limpidez em que você deixou sua cerveja antes do envase, passando pela quantidade de invertido (ou outro fermentecível) que você utilizou para o primming e considerando o tempo, a temperatura e o estilo de cerveja que você fez. Com esses dados todos você repetirá facilmente seu processo e ficará feliz com sua cerveja sempre dentro do resultado esperado por você.
    Bom, mas isso não responde a sua dúvida, certo? Certo. Vamos lá então.
    A pressão gerada na refermentação dentro da garrafa você já terá pela leitura do seu manômetro, OK.
    Agora, para determinar a solubilidade do gás no líquido você terá que fazer uma continha, essa conta é baseada numa lei chamada de Lei de Henry (acesse https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Henry) para mais detalhes.
    Como verá não é tão simples, pois há variáveis que a fórmula basica não prevê, assim, procurando por ai na internet você pode achar um monte de contas para determinar isso, a que seria menos distante da realidade é essa:
    Volume = 0.18639*(EXP(-T/39.0964)+0.136697)*(p+14.06959488)
    Para utiliza-la você deve usar temperaturas em °F e pressão em PSI.
    Para °C e Kgf/cm² utilizar:
    Volume de CO2 = 1.169394*(EXP(-T/21.72)+0.3099)*(p+1.0332)
    Mesmo assim, ainda sugiro que você se baseie mais na sua prática do que em cálculos, pois qualquer diferença na homogeneidade do fermentecível dentro de cada garrafa gerará diferenças no resultado, o que colocará qualquer cálculo em descrédito, pois sabemos que fazer cerveja artesanal demanda "braço" e manter o padrão no braço é mais garantia para seu resultado do que qualquer cálculo frio caso você não seja criterioso com seus processos.
    Como curiosidade, para determinar os volumes de CO2 dissolvido na cerveja aqui na fábrica utilizamos um equipamento próprio que é bem eficiente, nao utilizamos cálculos.
    Aqui você encontra uma tabela que cruza temperatura e pressão para leitura do equipamento:
    http://www.draughtquality.org/wp-content/uploads/2012/02/Carbonation_Volumes_Pressure_Temperature_Chart.pdf
    Aqui você pode conhecer, por curiosidade, um tipo de equipamento para realização dessa leitura:
    http://www.zahmnagel.com/shop/testing-equipment/series-1000-co2-volume-meter/
    Forte abraço.
    Boas cervejas.
    Saúde!!!
    Breda

    ResponderExcluir

Muito obrigado por seu comentário! O Blog "Breja do Breda" é feito pensando em você!